Restauração

Valorizar o patrimônio das igrejas é mais que cuidar da matéria, é cuidar da memória de um povo, comunidade ou paróquia. Podemos apontar como exemplo a Catedral de Notre Dame na França cujos vitrais datam do século XIII, imagine se não houvesse o zelo pela restauração e conservação da arte.

O histórico de restaurações realizadas pela D’falco Vitrais inclui importantes obras, veja alguns exemplos do antes e depois da restauração.

O processo é minucioso, realizado em várias etapas conforme podem ver nas fotos de maneira a manter a originalidade dos vitrais.

1º - Retirada dos vitrais avariados, peças numeradas e fotografadas. Colocação de vidros de proteção para que área não fique aberta. Havendo sequencia dos desenhos, as peças ao redor das avariadas também serão retiradas, para dar continuidade e seqüência.

Processo Inicial

2º - Desmontagem, substituição de todo o chumbo e Limpeza dos vidros em bom estado de conservação.

Vitral

3º - Troca de vidros avariados por outro igual ou similar. Possível variação de cores e textura.

Vitral

4º - Refazemos pintura de forno nas peças necessárias e danificadas.

Vitral

5º - todas as partes dos vitrais são novamente montadas.

Vitral

6º - Montagem dos Vitrais.

Vitral

7º - Entrega e instalação de vitrais com vidros de proteção, com frota e equipe própria da D’falco vitrais.

Vitral